Bússola do Muito Mar

Endereço para achamento

jjorgecarvalho@hotmail.com

Número de Ondas

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Palavras por cidade

As palavras são perigosas. Pode começar-se uma guerra com palavras. E uma guerra pode, por exemplo, destruir uma inteira cidade. Mas as palavras também podem ajudar a reconstruir uma cidade. (Não bem reconstruir, se formos rigorosos, porque uma cidade destruída nunca mais pode voltar a ser a mesma cidade.)
As palavras podem matar, portanto, uma cidade. E extensões da cidade, já agora: a simpli-cidade, a feli-cidade. Dá-se ainda o caso de outras palavras poderem ajudar a reconstruir estes territórios destruídos. (Não bem reconstruir, se formos rigorosos, porque a simplicidade e a felicidade, uma vez destruídas, nunca mais poderão voltar a ser as mesmas coisas.)
O pior de tudo, neste panorama perigoso das palavras, talvez seja a cumpli-cidade. Nenhuma palavra é capaz de, uma vez destruído este reduto tão puro, lindo e querido, nos devolver o oxigénio cúmplice em que, por instantes, fomos-somos capazes de residir.
A cidade da cumplicidade é um condomínio fechado e raro, não obstante ser um lugar e um tempo fundamentalmente simples. Podemos ser felizes lá.

Ribeira de Pena, 18 de Maio de 2012.
Joaquim Jorge Carvalho
[A imagem (da melhor série de sempre, Seinfeld) foi colhida, com a devida vénia, em http://www.alternative-prison.blogspot.pt.]

2 comentários:

tétisq disse...

Isto está muito bom! Merecia até um pouco de publi-cidade para ser lido na proporção devida.*

Joaquim Jorge Carvalho disse...

Eheheh...

Abraço!

JJC